LIÇÕES DE GESTÃO NA CRISE

LIÇÕES DE GESTÃO NA CRISE

 Nesse momento de crise nós podemos aprender muito com a gestão das grandes empresas, é importante observar o que elas estão fazendo, assim podemos aplicar as soluções dentro dos nossos pequenos negócios.

Neste conteúdo eu vou falar um pouco sobre como a Azul Linhas Aéreas, que tem a frente o CEO John Rodgerson tem feito para lidar com o cenário extremamente difícil que enfrentamos nesse momento.

Em uma recente entrevista, ele fez observações bastante importantes e vou compartilhar com vocês.

Como está a situação da Azul

Primeiro vou falar um pouco sobre o cenário da Azul Linhas Aéreas.

A empresa fechou em 75 cidades nessa crise e eles têm 130 aviões parados.

Para que você tenha uma ideia, o leasing de um avião dura cerca de 10 a 12 anos, e esses aviões parados teoricamente geram despesas.

Foi estimado um curso de cerca de $35.0000, uma aeronave parada por mês.

A primeira coisa que o John observou foi:  se ele não está operando não faz sentido que ele pague as despesas do seu negócio.

O que ele fez?

Ele iniciou um processo, com o respaldo de uma grande equipe, para solucionar esse caso.

John iniciou um processo para estagnar todas as despesas relevantes, despesas operacionais da companhia.

Com mais de 90% da companhia parada tudo muda, é um cenário desolador para uma companhia tamanha com uma despesa absurda.

Nesse processo de estagnação, a empresa deu também a opção aos funcionários para tirar uma licença. A empresa se valeu de uma alternativa que o governo deu, para a manutenção dos funcionários neste cenário de pandemia.

O governo brasileiro

Falando sobre o governo, ele disse uma coisa bem interessante, o nosso governo não tem dinheiro por muito tempo.

Diferente de países como os EUA, que saíram de um longo ciclo de crescimento e das economias europeias, o governo do Brasil estava entrando nesse ciclo de crescimento.

A nossa economia não pode ser comparada a dos países europeus bem como os EUA.

O Brasil não pode se dar ao luxo de ficar parado, o país precisa produzir.

imagem que represente pessoa de máscara na rua
Nós vivemos um dilema, se produzimos ou não, porque a liberação das empresas envolve diretamente aspectos de saúde

O que ele disse de interessante?

Ele disse que o foco neste momento é o caixa.

E essa é uma coisa que nós falamos, insistentemente, dentro dos nossos conteúdos:  o caixa é “rei” nos momentos de crise.

John disse: “Não sabemos quanto tempo vai durar a crise, vamos proteger o caixa que nós temos, por que temos que ter uma empresa depois da crise.”

Essa é uma lição de negócios.

Nós estamos vivendo um momento totalmente atípico.

Não estamos enfrentando uma crise dentro das empresas, estamos vivendo uma crise mundial.

É algo completamente fora da realidade.

Não se trata de uma empresa ou de alguns setores, o cenário atual assombra quase todos segmentos e setores.

É importante observar especificamente na sua fala que: “…porque temos que ter uma empresa depois da crise.”

A nossa vida vai voltar a funcionar, as pessoas vão começar a “voar” novamente, elas vão começar a ter acesso a tudo aquilo que a economia de modo geral tem que proporcionar.

 imagem que represente pessoa pensativa
Preservar o caixa nesse momento é fundamental!

Você não sabe o quanto tempo vai durar essa crise, o seu caixa é que fará com que a sua empresa tenha um reinício nesse processo de pós-crise.

Colocando em prática

Ele falou também sobre esse processo de caixa.

Você tem que reduzir a operação ao mínimo, para que a queima de caixa seja a menor possível.

O fato da sua empresa não está faturando e não está funcionando normalmente, apenas minimamente, não significa que você está com seu negócio quebrado.

O que você precisa fazer?

Você precisa enxugar todo o seu negócio, para que a sua operação consuma o mínimo possível de caixa.

Com isso você faz um processo de alongamento do seu caixa.

Você não pode ter os mesmos gastos mensais que tinha antes e deve utilizar o que tem à disposição.

O que você tem à disposição?

Nós colocamos conteúdos frequentes dentro do nosso canal.

Todos eles direcionados para que possa entender mais sobre a crise.

E estamos à disposição para esclarecer eventuais dúvidas e direcionar o empreendedor ao conteúdo que ele precisa naquele momento.

Portanto, na sua vida pessoal, na sua vida profissional, na sua empresa e no seu negócio como um todo você tem que reduzir custos, isso vai trazer a possibilidade de alongar o seu caixa.

Quanto mais caixa você tiver no processo, para passar nessa primeira fase aguda da crise, melhor será.

Imagine que o governo libere hoje o funcionamento das empresas, será que, por exemplo, o mercado de companhias aéreas vai voltar a funcionar imediatamente?

Eu tenho relatos aqui de empresas ligadas a área de turismo que tinham 200 funcionários e que hoje estão com menos de 20, para sobreviver tiveram que reduzir drasticamente o seu time.

É claro que isso vai voltar com o tempo.

Mas é preciso olhar o cenário de alongamento desse caixa, não sabemos quanto tempo tudo isso vai durar.

Gestão nos momentos de crise

Ele falou uma coisa interessante: a crise está separando os ganhadores dos perdedores.

Essa é uma visão extremamente realista.

Se você permitir que essa crise derrube o seu negócio, significa que você já tinha um problema de gestão, antes da crise.

O seu negócio não pode acabar porque você ficou um mês parado e para segurar isso é preciso uma gestão eficaz.

E se você não tinha uma gestão, ainda é tempo!

Você não pode voltar ao passado, mas deve começar hoje a buscar crédito.

imagem que represente proteção de dinheiro
Quando temos um processo de crise nós temos uma proteção do dinheiro como um todo dentro do mercado, o dinheiro fica mais difícil

E por isso o governo está proporcionando possibilidades de crédito nesse momento.

Se quer manter o seu negócio vivo, vá atrás das informações,para saber o que você pode fazer para salvar o seu negócio.

Ele disse também, que você precisa gritar sempre, para que as pessoas te ouçam. E nesse ponto se referia ao governo.

Como eu disse acima, você precisa ir atrás, pois existem opções disponíveis, como acesso a linhas de crédito ou até mesmo dentro dos seus bancos, caso não consiga acessar uma linha de crédito do BNDS.

Não deixe o seu negócio simplesmente parar e ficar estagnado, você não pode ficar olhando o seu negócio que acabar, você tem que fazer as coisas acontecerem.

Informação ontem, hoje e sempre!

E por fim ele disse que quanto mais informação melhor.

Em momentos como esse: informação é poder!

A informação gera poder de decisão e permite que você tome decisões acertadas, e é isso que vai salvar a sua empresa.

Consuma informações como essa, consuma o conteúdo de pessoas que estão compartilhando informações para ajudar o seu negócio.

Lembre-se: precisamos ter uma visão realista do que está acontecendo, mas fuja das visões sensacionalistas.

Ficar em casa de quarentena, não significa ficar parado olhando o seu negócio ser dizimado em razão dessa crise.

É possível fazer muita coisa em relação ao seu negócio.

Existem opções alternativas para vender e estratégias para gerar, ao menos, um fluxo de caixa mínimo.

É importante entender que vivemos uma situação onde o mundo todo está parado, mas devemos considerar que mais cedo ou mais tarde tudo volta a funcionar.

Você precisa pensar que existe um processo pós-crise e se preparar para ele.

A sua empresa vai continuar existindo depois dessa crise, se você fizer o que deve ser feito agora.

Só depende de você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale com a gente