EMPREENDEDORISMO DIGITAL PARA INICIANTES

Qual é a nova realidade do empreendedorismo digital? Conteúdo desenvolvido para todos os iniciantes nesse universo para explorarem as possibilidades de crescimento e entenderem o perfil do novo empreendedor nos dias atuais.

Quer saber dicas práticas para empreender e ter sucesso?

Estive com Bruno Lanna que é sócio da Tactus Contabilidade e empreendedor contábil. Neste artigo vamos falar sobre empreendedorismo digital.

Bruno observa que mercado digital é algo mágico e transformador que aguça a criatividade.

As pessoas buscam o conceito de “ganhar muito dinheiro no mercado digital” e “ter independência financeira”, Bruno acredita nisso devido a sua experiência anterior em sua empresa contábil.

Hoje vamos tentar dar um norte para quem está querendo começar.

Formatos de cursos digitais

Primeiramente vamos falar sobre os formatos dos cursos digitais.

Os temas – mais conhecidos como nichos – são enormes e cada vez mais estão aparecendo novos nichos, mas o importante é que antes de apostar em algo, é preciso saber:

  • Para quem?
  • Por quê? 
  • Para quê? 
  • Resultados
  • Objetivos
  • Metas

Qualquer pessoa pode gravar um curso, vendendo um conhecimento que pode ser útil para outras pessoas, desde que direcione isso de forma correta, afinal, todo mundo tem um conhecimento.

imagem que represente pessoa gravando conteúdo
O que você faz bem feito para você, você pode ensinar para o outro, sem ser muito técnico

É importante saber como criar e como falar sobre qualquer assunto que domine, como por exemplo, coisas corriqueiras do dia a dia como cozinhar, corte e costura, além de outros exemplos.

Crescimento no universo digital

Uma figura que cresceu muito foi a do homem na cozinha.

Temos o Rodrigo Hilbert como uma das pessoas que enxergou uma oportunidade de compartilhar suas habilidades ajudando outras pessoas que queiram iniciar na cozinha, seja como hobby ou até mesmo para ganhar dinheiro. 

Hoje em dia existem formas muito fáceis – com pouco investimento – para alcançar grandiosos números no meio digital.

Mas, claro que o empreendedorismo digital requer muita dedicação e um certo conhecimento para alcançar estes tão almejados “K’s” que definem o sucesso nesse meio.

imagem que represente faturamento no digital
Os ganhos digitais são incomparáveis em relação à forma tradicional, porque existe o processo de escalabilidade

O alcance de um story pode chegar a 150 visualizações rapidamente, e se isso for totalmente direcionado ao público-alvo, ou seja, todas as pessoas podem criar um negócio digital.

Seguindo determinados passos qualquer pessoa pode fazer acontecer, pois você pode reunir 150 pessoas numa loja, mas não necessariamente serão 150 vendas garantidas, já no meio digital isso se torna possível.

O que você tem para resolver o problema do outro?

Os cursos que ensinam as pessoas como começar a ter um negócio digital, ajudam também as pessoas a terem clareza?

Sim! 

Bruno citou o site Udemy, uma plataforma com diversos cursos digitais – a baixo custo – que possibilitou um mar de informações de cursos nos quais ele pode ter acesso durante um longo período e adquirir o conhecimento desejado e apropriado para o que ele busca.

Existem plataformas em que pode usar como ferramenta para fazer a venda dos cursos caso não goste de se expor nas redes e não queira vender o seu próprio produto.

Lançamento de produtos digitais

Muita gente não gosta de aparecer e fazer redes sociais, mas é muito importante construir uma autoridade.

Nem sempre sucesso profissional significa sucesso no digital, por isso muitas pessoas precisam de um especialista em tráfego, um estrategista para que as vendas aconteçam no meio digital e isso faz grande diferença para o sucesso no meio digital para engajar o seu produto/negócio.

É importante saber também que uma estrutura de lançamento faz toda a diferença.

Você deve fazer mudanças para conseguir se adaptar, mas tem que abrir a cabeça, entendendo que o que era feito antes, não consegue mais fazer com o mesmo resultado que tinha lá atrás.

O sócio cita o exemplo falando de DVD e vídeos, que achou interessante uma influenciadora a Nathalia Arcuri do canal “Me Poupe” em que  lançou um livro e depois de um certo momento transformou aquele conteúdo para o digital por um preço mais acessível e teve sucesso.

E é isso que os produtos digitais fazem: resolvem as nossas dores, que são inúmeras! Cada dia uma dor nova aparece e tem alguém para vender uma solução, é um mercado que não tem fim. 

Comece no universo digital da forma correta

Se deseja começar de verdade no universo digital, tenha claro que não vai conseguir faturar sem muito estudo e dedicação.

Para quebrar a barreira do meio, é preciso fazer muita coisa errada até adquirir experiência, a menos que busque um profissional que lhe dê as direções a seguir.

As pessoas que não têm conhecimento do marketing no mercado digital estão um passo atrás, você tem de conhecer esse universo que é mágico! 

O marketing vai te dar todas as formas e os caminhos para ingressar. Não estamos falando de ir para a faculdade, afinal, hoje temos vários cursos que te capacitam a trabalhar no meio digital.

Se vai lançar algo, mesmo que você for contratar alguém e for efetivamente ter uma agência ou um lançador, precisa estudar porque minimamente vai conseguir entender como é feita uma estrutura de lançamento, mesmo que você não faça a sua própria.

Para o lançamento digital acontecer, é necessária a estruturação e muitos detalhes.

imagem que represente pessoa buscando conhecimento
Busque sempre conhecimento para manter-se atualizado(a)

Se quer ser um especialista e não atuar na estruturação do lançamento, tudo bem, mas precisa entender sobre e ter outros cursos que possibilitam ter conhecimentos complementares.

Alguns cursos custam caro, mas é preciso investir.

Fatores que impedem o sucesso

O que dificulta às vezes é a pessoa que faz um curso sem ter nenhuma clareza do que ela pode lançar e então acredita que vai resolver o problema dela fazendo um monte de cursos, consequentemente ela não consegue lançar nada no digital. 

Isto acontece porque ela acha que o problema está no curso escolhido e para isso ser resolvido, ela precisa fazer um novo curso, de uma nova técnica de marketing digital, quando na verdade o que está faltando para ela ter é a clareza de produto e do que efetivamente pode lançar para o mercado.

Fazer alguns cursos  pode ajudar nesse processo, mas ficar preso num processo onde só estuda e não coloca em prática acreditamos não ser o ideal.

Como é que você vai querer lançar algo, sem saber o que quer lançar exatamente?

É muito abstrato esse tipo de coisa, você tem que saber o que que vai resolver, o que vai vender e qual é a solução de um determinado problema.

Defina seu produto

Muitas pessoas se deslumbram demais com o universo do mercado digital, mas ao mesmo tempo falta a coisa básica: o produto.

Todo mundo tem ideias e todos os dias alguém acorda com uma ideia nova, bacana e inovadora. 

imagem que represente pilhas de papéis acumulando tarefas
Às vezes até existe a ideia mas você tem algo diferente para entregar e a ideia só está no papel

Se não colocar para execução, é simplesmente mais uma ideia de milhões que tem aí no mercado e que por sinal é muito disputado.

O mercado tendo esse volume de pessoas sempre há espaço para outros conseguirem ter resultados, só que às vezes ele pode chegar a imaginar que vai ter um resultado à altura de um outro que já está estruturado.

Por exemplo, curso de inglês: o produtor Mario Vergara que é reconhecidamente os 8 dígitos em 7 dias, imagina o quanto que ele já fez para os faturamentos serem assim absurdamente altos?

Isso não significa que não existe espaço para que o outro professor de inglês ganhe dinheiro. 

Temos vários clientes que estão no nicho de inglês e que ganham dinheiro. Isso  significa que não há alguém que não possa fazer um lançamento à altura do que ele faz? Também não.

Só precisa entender que o mercado é muito amplo e você também precisa ter uma estrutura para que as coisas realmente funcionem.

Produção e distribuição de conteúdos

É preciso desenvolver um processo de produção de conteúdo em massa e distribuição de conteúdo, principalmente quando você não é conhecido, muitas vezes você passa um tempo para fazer um lançamento, montar uma base de seguidores e ganhar a confiança deles pensando em um processo de precificação que seja condizente.

“Se o curso de fulano custa tanto eu vou lançar naquele mesmo patamar” mas será que você tem autoridade para lançar naquele mesmo patamar de preço? Pense nisso!

Você precisa estruturar o lançamento, entender que várias pessoas que conseguiram sucesso hoje, vendendo muitos produtos no mercado digital tiveram que começar tentando aos poucos.

Atualmente temos Instagram, Facebook, YouTube e você também deve ter todos os canais para vender aquele produto ou serviço.

Criar uma audiência para aquilo que você vai querer lançar  é uma construção, ainda mais se você não é conhecido.

Porém quando você é conhecido hoje é tudo muito fácil, praticamente tudo que você lançar explode, mas até conseguir esse patamar existe um percurso.

Quer dizer, a questão da monetização é uma questão de autoconhecimento. Não se enxergar como produto, mas se enxergar como uma oportunidade de monetização: você é o seu conhecimento do seu produto.

Depois você tem um processo de embalar isso que demanda conhecimento adicional, isso você adquire e pode ser construído.

Aposte nas relações construtivas

Uma coisa importante é estar próximo de pessoas que possam te ajudar nessa jornada.

No nosso caso, identificamos que precisávamos ter alguns outros parceiros que pudessem entregar conteúdos que não poderíamos entregar e reconhecemos que tal parceiro seria a pessoa mais indicada para entrega.

De repente o que está faltando para você é que outra pessoa olhe para o seu negócio e diga: “você pode fazer tal coisa e juntos podemos lançar um produto X, para não ficar sozinho no produto”.

Dividindo o bolo eu consigo multiplicar, criei uma esteira de produtos com parceiros com outros especialistas que não sabiam como lançar.

Hoje existe um processo de coprodução que é feito dentro das plataformas e essa coprodução permite você ter um sócio do produto.

Você une habilidades que você não tem.

E não é só saber que pode lançar, deve saber como estruturar.

Se lançar um vídeo gravado em estúdio ele tem um valor, se for no celular ele tem outro.

A entrega que você realiza unindo o visual e áudio influenciam no preço. Se você se une com alguém que já tem a estrutura não precisa se preocupar com isso.

Um especialista que vai fazer um lançamento com a gente simplesmente se preocupa com o conteúdo. Nós damos o roteiro para ele se preocupar somente em gravar, e claro que existe a questão da didática. 

Você precisa se provocar para evoluir o seu produto digital, se colocar a teste para evoluir.

Algumas pessoas já são mais articuladas, mas de um modo geral é um processo de construção.

imagem que represente pessoa dando orientações
Ter alguém que te direciona e te dirige, faz toda a diferença

Eu vejo nas pessoas algumas oportunidades mas ideia por ideia o mundo está lotado, se você não tirar do papel é só mais uma ideia.

Muita gente quer saber como ganhar mais dinheiro, eu tenho pessoas ligadas ao meu convívio próximo que me perguntam como e eu digo: o problema é que está vendendo somente sua hora e quando vende a sua hora, tem uma limitação. 

Para ganhar mais deve pensar: “o que que eu vou falar que pode interessar  outras pessoas”?

Você pode ensinar a fazer exatamente o que faz o que você faz hoje, e aí ao invés de você ganhar X por hora vai ganhar Y por cada aluno.

Enquanto ainda pode continuar fazendo isso, vai aliviar um pouco a sua carga e pode continuar exercendo a sua função hoje. Isso porque o conteúdo que você gravou se multiplica, não vai precisar regravar cada vez que for vender.

Você não consegue escalar sua hora, se trabalhar 12 horas por dia de forma extenuante só consegue trabalhar 12 horas por dia.

A única maneira de aumentar o seu rendimento é trabalhar mais do que 12 horas ou cobrar mais pela sua hora, mas existe a limitação do pagador.

 “Ai eu não sou empreendedor eu não consigo fazer isso, não é algo que eu sei fazer”.

Aprenda! 

Busque! 

Estude! 

Leia!

Ouça podcast!

Assista ao YouTube!

Temos um tiroteio de informação por todos os lados, mas essas informações também atrapalham. A pessoa que não tem clareza do excesso de informação, não sabe escolher e tomar decisões.

Tome cuidado de onde está buscando as informações, pesquise e veja os antecedentes.

Muita gente acaba usufruindo do mercado digital para vender produtos que na verdade não entregam nenhum tipo de solução.

Antes um influenciador era escolhido pelo número de seguidores, hoje as marcas querem que eles utilizem os produtos.

Perceberam que nós consumidores estamos mais criteriosos nas nossas compras, porque criamos barreiras para limitar essa quantidade de informação evitando comprar algo errado ou sem serventia.

Para construir um negócio digital de longo prazo precisa ter comprometimento com a entrega, não se pode perder a credibilidade com o seu cliente.

Mesmo que você tenha um problema (problemas existem e podem atrapalhar sua entrega) você deve ser honesto com o seu público, criar empatia e conexão.

Se sua entrega vale a pena eles vão entender.

As pessoas têm empatia quando sabem que não estão sendo enganadas.

As coisas funcionam a partir da construção de credibilidade, credibilidade é tudo.

Não conte historinha para o seu público, eles não são bobos e não se esqueçam: o suporte é fundamental para qualquer produto, seja ele físico ou virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não deixe seu negócio sem uma Contabilidade Especializada

Solicite uma proposta agora!