VIAJANDO PELO MUNDO E PRODUZINDO VÍDEOS NA RUA CURSOS ONLINE

VIAJANDO PELO MUNDO E PRODUZINDO VÍDEOS NA RUA CURSOS ONLINE

Todo empreendedor, que está atualizado no marketing digital, sabe da importância dos vídeos para o seu negócio.

Produzir conteúdo de qualidade e fazer uma entrega satisfatória é hoje o objetivo de muita gente.

Nós apostamos nisso no nosso negócio, sempre estamos em busca de novas ideias e de melhorias.

Há 4 anos eu tinha um sonho: gravar um curso em diferentes países.

Esse sonho estava diretamente atrelado a um objetivo pessoal que era: viajar pelo mundo.

Tive a oportunidade de começar a viajar pelo mundo, e nessa época aproveitei as viagens para começar a gravar um curso.

Realizei meu sonho e produzi um curso gravado em 11 diferentes países. 

Quais os aprendizados que eu tive nessas gravações? Como usar estrategicamente essas ideias para o seu negócio, se você também viaja pelo mundo?

O primeiro aprendizado foi sobre gravar na rua, produzir conteúdo na presença de pessoas é desafiador.
Quando você está num lugar fechado, como uma sala, tem o controle de tudo, você comanda fatores como:

  • Climatização;
  • Microfones;
  • Ambiente controlado;
  • Cenário;
  • Luz;
  • Equipamentos etc.

Na minha sala, por exemplo, eu tenho um ambiente de gravação que foi projetado para isso, o que me permite entregar um conteúdo de alta qualidade.

Agora, ao gravar na rua, os desafios são muito maiores, pois há fatores que estão fora do meu controle como:

  • Clima;
  • Luz;
  • Barulhos;
  • Pessoas.

Tudo isso e muito mais pode desviar a sua atenção.

Os desafios de gravar na rua

Ao gravar na rua, faço isso com frequência tenho que lidar com diversas situações como pessoas brincando atrás de mim e acabam atrapalhando, mas não deixo que tire meu foco.

Imagine gravar 2h inteiras num único lugar, ao sol, ainda ter que lidar com alguns aspectos fora do meu controle, é um desafio e tanto.

Em contrapartida, a gravação externa é um fator que gera um conteúdo diferenciado, pois consegue contextualizar seu assunto no cenário que está, eu gravei em cenários maravilhosos. Tive a oportunidade de contextualizar esses lugares onde gravei com o assunto que eu estava abordando, isso é muito legal.

Um fator importante é considerar o tipo de equipamento que vai utilizar.Quando lidamos com variáveis que podem influenciar, devemos pensar antes em qual equipamento levar.

A escolha de equipamentos

É preciso ter uma câmera que permita que você se veja, eu utilizo uma câmera do Sony com visor, assim posso verificar meu enquadramento.

Ao gravar na rua, sem noção de enquadramento, posso perder a oportunidade e a qualidade do vídeo.

Além disso, ao gravar na exposição solar, verifique antes se a sua câmera suporta gravação em ambientes abertos.

Algumas câmeras têm problemas de aquecimento e isso precisa ser considerado, pois pode atrapalhar a sua estratégia.  

imagem que represente gravação de vídeo
A escolha dos equipamentos interfere diretamente no resultado final da sua gravação

Legenda: A escolha dos equipamentos interfere diretamente no resultado final da sua gravação.

Se gravar com o celular, que acaba sendo uma ótima opção, deve ter atenção. Isso porque o mais natural é optar por uma gravação 4K, mas isso também gera aquecimento no aparelho e superaquece o celular. Até mesmo os celulares mais completos aquecem e geram transtorno quando você faz a gravação sem controle climático.

Portanto, é muito importante que analise tudo isso antes de comprar qualquer equipamento.

Outra coisa relevante é que você precisa entregar um bom áudio nas suas gravações.Eu aprendi essa lição na prática, quando em determinada viagem acabei gravando vídeos em frente ao museu do Louvre, na França, captei imagens sensacionais mais tive um problema com o áudio, isso inviabilizou o uso dos vídeos e perdi o material.

O que aprendi com os erros

Para captar um bom áudio, você pode contar com o microfone direcional e o microfone de lapela, eu gosto de utilizar os dois para permitir uma redundância de áudio, caso haja algum problema, tenho garantia.

Nas gravações que eu perdi na França cometi um erro, em razão de pressa eu acabei não olhando o que eu tinha gravado, não faça isso! Valide sempre seu material, eu perdi o meu porque eu pulei um passo importante

Você tem que validar o que gravou.

Um problema muito comum, que nunca me acometeu, é o que envolve a segurança dos arquivos, mesmo gravando em diferentes países nunca tive problemas com isso.

Sempre que gravamos chegamos no hotel e descarregamos o cartão no meu computador e depois num pendrive.

Na volta para o Brasil, eu trago os cartões cheios, trago também os arquivos dentro do HD externo, no pendrive e no meu computador.

Caso aconteça qualquer tipo de problema eu tenho sempre uma garantia, diferentes formas de acessar o arquivo.

Dicas para começar a gravar

O que acaba “travando” muita gente na gravação é a timidez, isso é real, mas com trabalho será facilmente vencida.
Nesse ponto eu aprendi e evolui muito, quando eu comecei a gravar conteúdos na rua, eu me incomodava um pouco com as pessoas me olhando.

Hoje isso não me incomoda mais, desenvolvi um foco muito grande e isso não me atrapalha.

É claro que para chegar a esse ponto há um percurso que envolve maturidade, evolução, e vencer a timidez, passado tudo isso, mesmo gravando na rua, os fatores a sua volta não te atrapalham mais. 

Eu gosto muito de gravações externas e aproveito todos os momentos, o conteúdo fica muito mais natural e você passa uma boa imagem para o seu público. 

Entregar um formato diferente para seu público é muito relevante, além disso, agregar esse conteúdo com aspectos relacionados a um estilo de vida, é muito bacana.

E você, já experimentou gravar na rua?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *