ESTRATÉGIA DE CORTES DE PODCAST: CONHEÇA ESSA TENDÊNCIA

Conheça a fundo o negócio digital no sentido de monetização do Youtube, resultados no digital e como começar a empreender se destacando nesse mercado tão competitivo.

Estive recentemente com o Luiz Lobo, que é nosso cliente da Tactus Contabilidade, criador de vídeos e fundador do canal Cortes Podcast e do Lutz Podcast.

Nesta conversa tivemos a oportunidade de apresentar melhor o seu negócio no sentido de monetização, resultados e como se destacar empreendendo num mercado tão competitivo como o digital. Vamos nessa?

Imersão no universo do Youtube

O jovem convidado tem apenas 21 anos e sem dúvidas, um negócio muito bem estruturado e promissor! Seu negócio surgiu quando se encontrava em uma condição em que precisava reverter uma situação complicada, passando a colocar em prática uma ideia existente há muitos anos.

Desde criança ele acompanha conteúdos através da plataforma do Youtube e até hoje grande parte dos conteúdos são consumidos diariamente.

Construindo seu próprio negócio

Antes de começar a ganhar dinheiro através da plataforma, ele trabalhava como editor numa pequena empresa, com cerca de 10 funcionários, porém sua função sempre foi entregar tarefas além das obrigações que tinha, portanto, isso favoreceu para que aprendesse novas habilidades.

Mas no momento em que todos enfrentam um cenário de incertezas durante a pandemia ele foi demitido e essa situação fez com que ele construísse algo completamente do zero.


Sabendo considerar que de toda situação inesperada, podemos aprender algo.

imagem que represente pessoa tendo ideia
Isso fez com que ele colocasse uma ideia em prática que estava estagnada havia anos

Luiz contou que sempre quis fazer algo, mas nunca teve disciplina, portanto, quando ele realmente precisava de dinheiro para pagar suas dívidas e despesas pessoais entendeu que precisava gerar uma renda e foi nesse momento que fez o canal e começou a monetizar através do Youtube.

Estrutura de negócio

Citamos anteriormente que a ideia do canal era existente desde quando ele trabalhava em outra empresa, isto pelo fato de estar sempre buscando referências no mercado e percebendo que as pessoas aplicadas que se dedicavam nesse segmento estavam fazendo e dando certo, portanto ele sabia que poderia fazer isso, mas estava acomodado.

Luiz já tinha ideias empreendedoras, mas nunca teve disciplina para empreender, só fez isso quando se viu em desespero.

O primeiro corte de podcast produzido por ele foi com base em um podcast do exterior, portanto era legendado. A ideia principal era pegar os conteúdos de fora do País que ele acompanhava na sua rotina e passasse a trazer para nível nacional, levando a informação até as pessoas.

Inicialmente ele não ganhava nada com esse trabalho, mas após um período curto, cerca de um mês e meio depois, ele conseguiu monetizar o seu canal pela primeira vez e foi uma quantia significativa de 3000 dólares (cerca de R$16 mil reais).

Logo após monetizar a primeira vez, houve uma queda na sua audiência e isso o preocupou muito! Para reverter a situação, ele foi buscar um curso sobre empreendedorismo, comprando um acesso vip deste curso para melhorar os resultados do seu canal..

Depois de ter contato com pessoas experientes e que já tinham passado pelo que ele estava passando, entendeu que aquilo era comum em canais novos  e entendeu o que era preciso fazer para reverter a situação.

Equipe e curadoria de conteúdos

Inicialmente ele trabalhava sozinho e fazia o máximo de vídeos possíveis por dia, porém aprendeu nesse mesmo curso com uma importante dica: não produzir conteúdo demais.

Isso porque, como o canal era novo, a plataforma do Youtube não entende para quem distribuir, então ao invés de produzir 8 vídeos por dia, ele diminuiu para 3 vídeos e essa escolha foi determinante para que o canal dele desse uma guinada.

imagem que represente gravação de podcast com Luiz e Anderson
Quando questionado sobre os vídeos mais populares, ele afirma que são os de pessoas desconhecidas que têm histórias impactantes, acredite!

Ao escolher o melhor conteúdo, ele faz o que conecta com o público dele, entendendo o que o público precisa e entrega essa informação.

Com o passar do tempo, seu negócio foi se profissionalizando ainda mais e hoje não é mais ele quem assiste os podcasts e faz os cortes, isto porque ele tem um time para isso, inclusive a pessoa responsável por essa tarefa faz melhor do que ele mesmo fazia no começo da carreira.

O processo criativo deles conta com uma profissional que foi treinada por Luiz, sendo responsável por assistir, fazer anotações, anotar e editar os podcasts. No plano perfeito, o ideal seria ter pessoas diferentes. Mas, por enquanto, essa pessoa assiste e anota os possíveis cortes, coloca o tempo, um título provisório e as possíveis thumbnails.

Depois disso, envia para o Luiz que faz a análise refinada e devolve para o time, que edita, finaliza as thumbnails e é publicado no seu canal.

Todo esse processo é muito rápido e leva cerca de 10-15 min.

Quando você está começando, isso é importante.

Com essa estratégia citada acima, o canal sempre manteve a média de visualizações e cresce significativamente, nunca houve uma grande queda.

O que é importante para publicar vídeo no Youtube

Em um vídeo é essencial pensar muito bem na questão do título, ou seja, na concepção dele a parte de SEO (Search Engine Optimization) é a mais importante.

Tanto para busca, quanto para que os usuários tenham vontade de clicar no vídeo.

As thumbnails tem um papel muito maior do que o título para alguém clicar no vídeo.

Os títulos simples atraem mais e no final isso não importa para o Google.

Alguns canais são mais fáceis, outros mais difíceis para fazer cortes.

Tempo médio ideal do corte

Entenda que não necessariamente isso precisa ser levado como uma regra, mas a média é um pouco mais de 8 minutos.

Luiz diz que o que importa é a retenção do vídeo, ou seja, o tempo em que a pessoa permanece assistindo aquele conteúdo e não o tempo. Além disso, é importante considerar também a quantidade de propagandas pelas quais a pessoa será impactada.

Em um vídeo de 8 minutos, a cada 2 minutos ele coloca uma propaganda, isso fez o CPM (Custo Por Mil Impressões) mais que duplicar.

O custo por mil impressões (CPM) é uma métrica que representa quanto dinheiro os anunciantes estão gastando para exibir anúncios no YouTube.

Fonte: https://support.google.com/youtube/answer/9314357?hl=pt-BR acessado 05/11 às 09:09.

O canal Lutz Podcast

Ele nos contou que sempre quis fazer um canal de podcast, esse sonho veio antes mesmo do canal de corte. Mas só se tornou possível depois do canal de cortes, pois só assim ele tinha dinheiro para investimento e contatos.

Ao todo, ele investiu cerca de R$60 mil reais no estúdio de podcast, para ter algo bem completo no sentido de ambiente, equipamentos e etc.

Nos seus podcasts está criando um formato próprio, baseado em tantos podcasts que já assistiu e serviram de grande referência.

Sair dos bastidores e ir para frente das câmeras

Além de nunca querer aparecer pelo fato de ser muito tímido, nosso convidado tinha aversão às câmeras. Antes de começar, ele não sabia que gostava de câmeras, mas a maior dificuldade era – e ainda é – convidar as pessoas.

Ele dá mentoria para pessoas que desejam monetizar no Youtube e a vergonha das câmeras se perdeu a partir dessa experiência.

No começo provavelmente todas as pessoas têm a mesma dificuldade para trazer convidados, isso é normal e hoje a demanda para os grandes podcasts é inversa.

Na Tactus Contabilidade quem faz todo o convite e agendamento com os convidados é nossa colaboradora, que já aprendeu isso e a cada dia que o negócio cresce você precisa ser mais generalista e menos especialista.

O gestor tem que entender um pouco de tudo e cada canal tem um objetivo, no caso o da Tactus, por exemplo, foca mais na geração de autoridade e no caso do Luiz é a produção de podcasts.

Monetização além do AdSense

Além disso, eles vendem o curso como afiliado, uma coisa que ele não faz é publicidade no canal de cortes.

Isso porque só tem um espaço no começo do vídeo, para valer a pena a publicidade ela tem que pagar mais do que ele vende de curso e isso é muito difícil hoje.

E para ele, portanto, vender o curso de afiliado é bem melhor do que fechar publicidade e seguir vendendo.

Como construiu sua formação profissional

Luiz se diz muito criativo, ele tem realmente muitas ideias e diz que criatividade é questão de prática.

Sempre deu muito valor para os insights e a partir do momento que começou a ser mais intuitivo, as coisas começaram a funcionar melhor.

O fato dele consumir muito conteúdo, ajuda muito nos insights. Ele aprendeu a falar inglês sozinho através de podcasts, anotando as palavras que não conhecia e crescendo o seu vocabulário.

Luiz escolheu não fazer faculdade, porque quando estava no ensino médio olhava para os cursos na graduação, alguns interessavam em poucas matérias, outros em nada!

Quando ele analisava a grade curricular não encontrava nenhum curso que tivesse realmente tudo o que ele queria aprender de fato.

Sabemos que para aprender de fato, o estudo vai muito além da faculdade, a maioria dos cursos de graduação estão defasados em comparação ao que se espera do mercado.

A geração de jovens  empreendedores está apostando nisso, ou seja, aprender dentro do digital e não há faculdades que ensinam sobre isso.

Não faz sentido investir tanto em faculdade, se isso não trará retorno efetivo.

Além disso, ele monetiza através de mentorias.

Ele subiu o valor e diminuiu a quantidade de pessoas fazendo, para ele isso é muito melhor, pois consegue ver o resultado, ajudar mais e acompanhar a evolução de cada aluno, com perfil predominante de pessoas jovens e que querem ir para o digital.

acervo de vídeos do canal dele
Os canais de corte, a maioria, está perdendo a monetização, mas por enquanto o dele não está

Ele não sabe se é pelo fato do jeito deles fazerem cortes de modo diferente ou se é porque coloca a propaganda no início.

Luiz entende que em um momento o seu canal de cortes pode parar de monetizar através do Youtube, mas ele está preparado para isso e para focar nos podcasts.

Muita coisa ele aprendeu com o tempo, através de tentativas e erros.

Hoje um vídeo do seu canal resulta em média de 5-10 mil visualizações em média, mas alguns já tiveram até mesmo 1 milhão de visualizações em um único dia.

Pode parecer muito fácil ter um canal de cortes, trabalhando com conteúdos prontos, ouvindo alguns podcasts e fazer cortes.

Mas não é, está longe disso!

Por trás de tudo existe um processo criativo e estratégico, baseado em muito estudo, investimentos, pessoas e estrutura.

Ele entende que não coloca comida na mesa apenas da casa dele, mas de mais gente e com isso passou a criar responsabilidades  e percebeu que precisa fazer as coisas acontecerem.

Luiz é bastante ansioso e diz usar a ansiedade como um superpoder.

Como todo ansioso acaba vivendo o futuro, ele “vê” como não quer estar, aquilo o desespera e o motiva a fazer as coisas acontecerem.

Sabe que se não fizer o que tem que ter ser feito, daqui um ano estará enrolado e apesar de ser uma estratégia diferente, mas que funciona para ele.

Gastar um tempo considerável buscando conhecimento o ajudou a canalizar e construir tudo o que está construindo no empreendedorismo.

Ele acredita que muitos conteúdos bons ainda estejam fora do País, embora haja muitos podcasts brasileiros de altíssima qualidade, na opinião dele.

Como se destacar dos concorrentes

Uma das técnicas para se destacar hoje no podcast é se diferenciar um pouco das pessoas, isto porque muitos acreditam que o fator determinante para o sucesso é chamar pessoas famosas e não é bem assim. As pessoas que aparecem muitas vezes em muitos podcasts acabam ficando repetitivas e isso não dá audiência em determinado momento.

O público busca novidades, ter convidados inéditos é uma boa estratégia.

Você precisa criar um conteúdo que realmente agregue valor para as pessoas, não basta só saber jogar com o algoritmo, é importante entregar.

Há muita coisa por trás de ter um canal como o dele. Por trás de tudo existe uma grande visão de negócio, além de muitos detalhes.

Dentro do público da Tactus Contabilidade temos pessoas muitos jovens, assim como o Luiz e é com muito orgulho de ter ele como cliente, além da possibilidade de ter esse bate-papo com ele.

Assim como ele, nosso CEO Anderson Hernandes começou muito jovem em uma época completamente diferente e é com essa vontade de empreender que acabamos descobrindo que isso é fundamental para um jovem hoje.

Muitas vezes o jovem tem muita energia, mas pouca estratégia: é importante ver a união desses dois mundos.

Dica para jovens empreendedores

O que ele diria para um jovem de 20 anos sair do zero e começar a ter sucesso?

Por ele ser muito impaciente, diz que sempre achou que os resultados poderiam vir de forma repentina.

O que ele aprendeu principalmente por esse projeto – pois antes já tinha tentado várias coisas e não ia para frente – é que as coisas dão errado e nesse momento você não pode parar.

Muitos jovens fazem isso e quando tudo der errado, é preciso procurar impulso e continuar. Não se desespere se seus resultados caírem, tudo pode melhorar… é importante ter disciplina e ação, tudo vai dar certo.

Tem dias que você está motivado e em outros não, mas em ambos os dias você precisa fazer as coisas.

Isso é uma coisa que se aprende: cada pessoa é diferente. Olhe o que pode acrescentar ou aprender para saber como agir e fazer com que um projeto dê certo nesse tempo.

O importante é acreditar no propósito do seu negócio e não parar nunca, por isso recomendamos que tenha objetivos claros e lute por eles.

Dê valor para as suas conquistas e para a sua trajetória! É essencial sair da zona de conforto porque podemos afirmar que essa vida é extenuante, mas traz resultados maravilhosos.

O empreendedorismo digital exige muitos sacrifícios e você deve escolher onde gastar a sua energia. Gostou do nosso conteúdo? Deixe seu comentário a seguir e continue lendo mais informações do universo digital através do nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não deixe seu negócio sem uma Contabilidade Especializada

Solicite uma proposta agora!