É importante que o representante comercial saiba sobre mudanças que vão acontecer na atribuição do regime Simples Nacional em 2018 para representante comercial.

Há pouco tempo estive com um amigo especialista nesse tema, chamado Bruno Lana, ele é de Belo Horizonte.

Ele me deu algumas dicas importantes que vou repassar no conteúdo abaixo.

Aderir ao regime Simples Nacional 2018 para o representante comercial é vantajoso.

As mudanças para 2018 trarão benefícios significativos e principalmente financeiros, causando a redução de impostos.

Até 2017 o representante basicamente tinha como opções se enquadrar no Lucro Presumido ou atuar como pessoa física, isso antes do Simples Nacional.

Vantagens e adesão

No regime de Lucro Presumido o representante comercial pagaria em torno de 16% de impostos, e no simples nacional 2018 ele vai pagar a partir de 4,5%.

O Simples Nacional vai se aplicar a todos os casos dos representantes comerciais, desde que os que já estão hoje no lucro presumido fiquem atentos e façam a migração.

Pois para que se enquadrem ao Simples Nacional do ano que vem é importante saber que isso só será possível se não houver nenhum débito. Nem federal, nem previdenciário, nem municipal.

Essa questão do débito tributário é um assunto recorrente.

Esse fator pode inclusive paralisar as operações da empresa pois se encontra sujeito a um bloqueio judicial.

É importante estar sempre atento aos tributos em aberto.

Efetuando um parcelamento pode conseguir com o mesmo custo que teria anteriormente, pagar os dois os impostos, o atual e o imposto do passado, equalizando suas dívidas.

Depois de encerrado o débito imposto ficará bem mais baixo.

E deve também se atentar que se for pago apenas o parcelamento e a guia do mês do Simples Nacional, em 2019 perderá a condição do simples nacional.

Essa é uma redução tributária muito significativa, e exige cuidados principalmente no pagamento dos impostos.

É necessário que pense e analise todos esses aspectos para a mudança, mas tenha certeza que partir para o regime do simples nacional será muito melhor.

Comparação tributária

Resumindo se comparar o Lucro presumido que é tributação anterior com o Simples Nacional 2018 o segundo é mais vantajoso.

Se comparar a Pessoa Física com o Simples Nacional se torna mais vantajoso ainda, terá uma economia astronômica.

Como eu disse acima não esqueça que para partir para o regime simples nacional, é necessário que esteja em dia com os débitos pessoa jurídica, no que diz respeito a parte previdenciária, impostos federais e municipais.

Assista:

Lembrando que a prefeitura quando reconhece uma dívida informa a Receita Federal de forma imediata e leva ao desenquadramento.

Tudo deve estar em dia ou pelo menos estar parcelado há exigibilidade estará suspensa na existência de débito.

Poderá fazer o enquadramento em 2017 e a começar a pensar nos débitos em aberto, consumando um parcelamento. Lembrando que que a parcela mensal é de pagamento obrigatório.

QUERO SOLICITAR UMA PROPOSTA

Sem preencher os requisitos e estar com tudo em dia pode se desenquadrar no simples.

Para aderir ao Simples Nacional a situação deve ser analisada por um escritório de contabilidade especializado, um contador pode te orientar e te inserir no melhor anexo relacionado a questão tributária.


    1 Response to "Simples Nacional 2018 para Representante Comercial"

    • OSCAR

      No seu artigo referente ao Simples Nacional, consta o seguinte:
      No regime de Lucro Presumido o representante comercial pagaria em torno de 16% de impostos, e no simples nacional 2018 ele vai pagar a partir de 4,5%.

      Acredito que ocorreu um erro, visto que o representante pode se enquadrar no anexo III ou V, sendo que no anexo três a tributação mínima é de 6%.

      Att

      Oscar

Leave a Reply

Your email address will not be published.