Riscos e cuidados de importação no AliExpress

Riscos e cuidados de importação no AliExpress

Comprar produtos importados através de sites estrangeiros, sendo eles da China, Estados Unidos ou qualquer outro país com grande oferta desse tipo de comércio online se tornou uma prática corriqueira na vida dos brasileiros.

Os produtos geralmente possuem um bom custo – benefício e alguns, apesar de serem taxados na alfandega, ainda assim, saem mais baratos sendo importados do que comprados em lojas aqui dentro do Brasil.

Dessa forma, esse tipo de atividade acabou crescendo de forma acelerada e tomou também outras dimensões como a compra e venda desses produtos por pessoas físicas.

Porém, talvez o que você não saiba é que essa prática não é legal judicialmente e com a ocorrência contínua da atividade a pessoa pode passar a sofrer consequências em função de tal tipo de comércio.

Pensando em esclarecer um pouco mais sobre essa atividade, separamos algumas dicas importantes e caminhos que podem ser trilhados para exercer tal atividade comercial de forma correta e legalizada.

Vem conferir!

Quais são os riscos que você corre ao comprar produtos de site de importação, como o AliExpress, por exemplo, diretamente do seu CPF, ou seja, enquanto pessoa física e usar esses produtos para serem revendidos, comercializados no Brasil?

Existe hoje no Brasil uma proliferação desse tipo de serviço. Inclusive existem até mesmo cursos ensinando esse processo de importação e revenda.

Porém, é importante estar atento para o fato de que a importação de pessoa física é feita para consumo próprio, ou seja, você pode importar uma roupa, um produto, para consumo próprio, existe uma regra e uma lei que protege e garante seu direito enquanto isso.

Mas em contrapartida, você enquanto pessoa física não pode revender, nem comercializar esse produto, o mesmo deve ser usado apenas para uso pessoal.

Então, você precisa levar em consideração que a medida que você está importando com frequência esse tipo de produto para realizar uma posterior comercialização, poderá ter problemas futuros pois a receita federal tem intensificado o mecanismo para poder rastrear esse tipo de situação.

Na verdade, a receita federal tem conhecimento disso, e até mesmo as pessoas que colocam esses vídeos na internet ensinando esse tipo de prática, estão se expondo pois estão passando um conhecimento que vai contra a nossa legislação. Tornando até mesmo a postagem desses vídeos uma prática arriscada.

Dessa forma, se você não quer ter problemas, é importante buscar se informar melhor, sobre a forma adequada de realizar esse tipo de importação.

Existem regras para a importação própria através de serviços, tais como os serviços dos correios, por exemplo, tomando os devidos cuidados e seguindo as regras para não ter nenhum tipo de problema.

Outra opção, para quem deseja trabalhar com esse tipo de atividade, é a criação de uma pessoa jurídica.

Em casos assim, a importação muda completamente a forma de ser realizada e não é feita da mesma forma da importação simplificada feita pela pessoa física, porém, é uma opção adequada e que atende a necessidade daquele que deseja transformar essa prática em um trabalho.

Portanto, independentemente do tipo de importação que desejar realizar, seja para uso pessoal ou para comercializar, é essencial estar atento a legislação vigente no país e seguir as regras para cada caso singular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a gente