O que você precisa saber antes de contratar um funcionário

O que você precisa saber antes de contratar um funcionário

21Em um determinado momento, quando você tem um negócio, precisa tomar uma importante decisão: devo um não contratar um funcionário? Isso porque chega um ponto em que simplesmente você fica estagnado se não tiver pessoas que o ajudem. Mas, quais são os fatores que envolvem a questão da contratação?  Conheça alguns aspectos que deverá considerar.

Direitos relativos ao funcionário

Primeiramente, esse funcionário estará inserido na sua empresa baseado em regras que a sua empresa estará sujeita ao contratá-lo. Por exemplo, regras relativas ao local de trabalho. Muitos empresários desconhecem que até a iluminação da empresa deve ser analisada ao colocar um funcionário para trabalhar numa mesa de trabalho. Não basta simplesmente contratar o funcionário. É preciso ter o local apropriado para isso.

Quando se trata de uma empresa onde o funcionário corre risco ao mexer com equipamentos que podem ser cortantes, como por exemplo, uma faca, há regras relativas à entrega de equipamentos de proteção individual.

Além disso, também existem regras relacionadas à atividade do seu funcionário na empresa, que poderá precisar fazer exames médicos periódicos e ter um plano de medicina no trabalho. Tudo isso é feito através de uma empresa especializada, oferecendo uma facilidade, já que será essa empresa que cuidará disso para você. Porém, trata-se de um investimento adicional, um custo que você terá em relação ao seu funcionário.

Além disso, o funcionário também tem direitos trabalhistas. Você poderá saber maiores detalhes sobre esses direitos através de outro vídeo do canal: “Quanto custa um funcionário – Incidências trabalhistas”, disponível nesse link. Mas o fato é que o funcionário terá direito ao 13º, férias, FGTS, e esses direitos todos somados correspondem praticamente ao dobro do salário do funcionário. Ou seja, se contratar um funcionário pelo valor de R$ 2.000,00, na verdade ele vai custar cerca de R$ 4.000,00.

 Regra contratual do sindicato

Outro fator é que o seu funcionário possui regras que terão que ser seguidas através do sindicato da classe dele. Para trabalhar na sua empresa ele está alinhado a uma regra contratual da classe, da convenção do sindicato. Essa convenção rege como deve ser, quais são os direitos desse funcionário relativos à alimentação diária, quanto você pode descontar de vale transporte, plano odontológico, etc.

Desse modo, apenas uma empresa contábil alinhará todas essas informações para disponibilizar a você. Por isso, ter um funcionário no Brasil não é uma coisa simples como muitos imaginam que seja. Mas obviamente, com uma boa assessoria, com uma boa orientação, além de considerar todos esses custos adicionais, com certeza você terá certa tranquilidade em relação a isso.

Mais obrigações e responsabilidades do contratante

Outra questão importante que deve ser considerada é que esse funcionário terá procedimentos mensais que devem ser adotados, como por exemplo, procedimentos relativos ao fundo de garantia, folha de pagamento, desconto do INSS, repasse para o Governo, etc. Você se torna responsável por essas obrigações e precisará de alguém que cuide da folha de pagamento da sua empresa.

Ao contratar o primeiro funcionário, você passa a ter uma folha de pagamento e nela estarão todas as informações da empresa. O funcionário é registrado não só na parte sindical, mas também na parte trabalhista como um todo, sendo feita a entrega da Gefip, que é uma obrigação relativa ao FGTS desse colaborador.

Resumindo, existe um trabalho adicional a ser feito ao contratar um funcionário e esse trabalho deve ser feito por um profissional que conhece e entenda como se faz. Uma empresa contábil vai ser a mais adequada para atender a essa necessidade.

Ao contratar um funcionário, considere que terá que arcar também com todas essas despesas e obrigações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a gente