Imposto para Empresa de Eventos

Imposto para Empresa de Eventos

Você que trabalha com eventos sabe como manter a regularidade tributária do seu negócio?

Neste conteúdo vou abordar importantes dicas para que faça isso.

1- Considere o seu imposto como parte fixa do seu custo

Sabemos que o imposto é pago no mês seguinte do faturamento, você vai recolher os impostos sobre o faturamento de janeiro em fevereiro, por exemplo.

Caso não considere claramente que o seu imposto é custo pode acabar ficando em uma situação que dificulta o pagamento posterior.

Isso porque quando for pagar o seu imposto, caso ele não estiver previsto, terá a sensação de retirar o valor do seu lucro.

O que não funciona assim.

Na verdade, o seu imposto deve ser pago como qualquer outra despesa como um prestador de serviço fixo por exemplo.

Considerar o imposto dentro do seu custo vai evitar problemas com o fisco em relação aos impostos.

2- Contabilize corretamente as suas despesas do seu negócio

Ao ter a sua empresa por exemplo contratará uma outra empresa que fará o processo de vendas dos seus tickets de um evento consequentemente terá as despesas desta empresa.

É preciso contabilizar de forma correta os valores relativos ao recebimento que será um valor líquido.

A sua contabilidade deve ser feita avaliando que teve um faturamento total baseado no preço do ticket e consequentemente todos os valores que teve de despesa serão deduzidos do valor e o imposto deve ser deduzido sempre do valor cheio.

Importante considerar todas as despesas
Sua empresa deve contabilizar as despesas corretamente

Somente será outro caso se a sua empresa operar pelo regime de Lucro Real, o que é muito pouco aplicável neste tipo de negócio de quem trabalha com eventos.

Normalmente as empresas que neste tipo de negócio estão como empresas do Simples Nacional ou do Lucro Presumido que são os regimes mais aplicáveis hoje.

E nestes dois casos terão a tributação sobre o valor de cada venda que acontece.

3- Emita a cada venda uma nota fiscal

É preciso emitir nota fiscal para cada venda que acontece.

Caso não emita nota fiscal para cada venda terá uma situação irregular.

Num evento onde faz por exemplo 500 vendas, deve considerar que cada venda é destinada a uma pessoa que tem um CPF ou CNPJ diferente.

E quando não faz a emissão da nota fiscal deixa de dar a origem do fato gerador desse imposto e para que faça a tributação é preciso ter um documento fiscal.

Para facilitar a emissão destas notas fiscais é possível utilizar um processo de automação de emissão de notas.

O uso de ferramentas para emissão das notas fiscais evitará problemas
Utilize ferramentas para facilitar a emissão de suas notas fiscais

O uso de ferramentas tecnológicas além de reduzir muito o seu trabalho ajuda a evitar problemas.

Emitir manualmente 500 notas fiscais é um processo muito difícil, ao automatizar este processo terá maior segurança e agilidade no seu trabalho.

Concluindo…

Considere sempre o custo do seu imposto dentro do custo do seu evento.

Desse modo evitará deixar esse imposto em aberto e ter futuramente problemas com o fisco.

Enxergue a contabilidade de forma correta.

Você terá o valor do evento, que muitas vezes recebe com o desconto de taxas de plataforma, e deve fazer a contabilidade correta para declarar para o fisco o lucro que teve no final de cada exercício.

Dê a devida importância para a emissão de nota fiscal.

Emita nota para cada uma das vendas que fizer dos seus tickets e considere aderir a uma ferramenta de automação para facilitar este processo.

Com esses cuidados vai evitar problemas com o fisco e terá regularidade no seu negócio.

Consequentemente terá maiores condições de focar no principal que é:

Buscar a rentabilidade do seu negócio e ter sucesso no mercado.

Estamos à disposição para esclarecer eventuais dúvidas, conte conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a gente