Afiliado pode ser Microempreendedor?

Afiliado pode ser Microempreendedor?

Você Microempreendedor individual já sabe das mudanças que aconteceram na legislação em 2019?

Afiliado de produtos digitais pode ser microempreendedor em 2019?

Esse enquadramento não é mais permitido!

Quer saber mais?

Acompanhe o conteúdo abaixo…

O que mudou de 2018 para 2019?

Houve uma atualização da legislação em 2019 e o marketing direto não pode mais operar como MEI.

Se você é afiliado de produtos digitais o marketing direto é a atividade ideal para o seu negócio, porém você não pode atuar como MEI em 2019.

Uma dúvida que pode existir:

A busca por informação deve ser contínua.
Na dúvida busque informação confiável.

A atividade de promotor de vendas se encaixa para afiliados?

Na nossa concepção não se encaixa.

Isso porque o conceito de promotor é o seguinte: Os promotores ficam em hipermercados por exemplo oferecendo degustação. A empresa fabricante do produto contrata esse promotor que tem seus produtos no PDV.

O promotor faz uma ação chama Merchandising para induzir o cliente a compra de um determinado produto.

No marketing digital a situação é diferente…

Na verdade, dizer que promove um produto pode gerar até certa confusão.

No marketing digital no momento em que o afiliado divulga um produto está fazendo uma ação de marketing e as atividades de marketing não estão mais disponíveis para o MEI.

E essa proibição traz um grande problema para o mercado.

A quantidade de MEIs que são cadastrados no Hotmart e nas demais plataformas como participantes de recebimentos de comissões é gigantesco.

Normalmente quando alguém começa dentro deste mercado faz isso como MEI e agora isso não é mais permitido.

O que acontece agora com a carteira de clientes MEI da Tactus que se enquadram nesta situação?

Para todos os nossos clientes que se encaixam estamos enviando uma simulação de como é feito o Simples Nacional para 2019.

Diante desta situação identificamos um problema bastante sério:

Como dentro do MEI existem inúmera atividades permitidas, alguns profissionais contábeis estão indicando aos seus clientes que escolham outra atividade, dentro das que são permitidas ao MEI e relacionadas com a dele, para que possa então permanecer como MEI.

Na Tactus o nosso princípio principal é proteger os nossos clientes do fisco.

A segurança do cliente promove satisfação e excelentes resultados.
Proteger o cliente deve ser uma prioridade

Um dado que confirma a nossa preocupação é: Em 2018 nenhum dos clientes da Tactus passou por fiscalização da receita.

Isso demonstra que antes de qualquer coisa priorizamos a segurança do nosso cliente.

E mediante a essa mudança recomendamos aos nossos clientes fazerem o que é certo e o que está dentro da lei.

E isso envolve a transformação do MEI em uma empresa do Simples Nacional.

Mas com esta mudança a tributação vai aumentar? É claro que vai, não existe milagre neste sentido.

Mas considerando por exemplo que o empreendedor já está performando no mercado, isso não é tão oneroso. E se não estiver ainda performando ele pode começar como pessoa física e ficar assim até o limite que a plataforma permitir.

Como a Tactus pode te ajudar?

Nós oferecemos a esse tipo de cliente honorários condizentes com o faturamento deste tipo de negócio, e isso representa uma parcela irrisória do valor de faturamento.

E proporcionamos também uma facilidade enorme no processo de abertura e migração desta empresa para o simples nacional.

A Tactus cuida de tudo para você.

Disponibilizamos inclusive uma sede virtual, caso não tenha local para a empresa sem custo algum.

Você que é um MEI e está enquadrado nesta mudança: regularize a sua situação imediatamente.

O que acontece se não regularizar?

Se continuar operando como MEI terá que retroagir, quando sua empresa for identificada como irregular, a 01/01/2019 e vai desenquadrar automaticamente.

E como existem particularidades em cada uma das atividades pode ser que isso não ocorra no próximo mês. Sendo assim ficará meses pagando irregularmente o seu DAS no MEI e no meio do ano por exemplo a receita vai desenquadrar você retroativo a janeiro.

E aí terá prejuízos reais, quando identificado terá que recolher os impostos com multas e juros retroativos.

Estamos ainda no mês de Janeiro que é o de enquadramento das empresas do simples nacional para 2019.

Não perca mais tempo!

Estar atento aos prazos e informações permite trabalhar de forma mais tranquila
Fique atento e evite prejuízos .

A Tactus está orientando a todos os clientes a ficarem regulares em relação a isso.

E você que está buscando abrir um MEI para trabalhar como afiliado deve estar atento.

A plataforma, na verdade, aceita a qualquer informação (relacionada ao tipo de regime) que você inserir, sendo ela certa ou errada será enviada para o fisco.

Tudo o que a plataforma insere vai para o fisco e a receita federal cruza essas informações, consequentemente trazendo problemas para muitos empreendedores.

E mesmo que opte por fazer o processo “errado”, mudando apenas a sua atividade terá que atualizar a prefeitura e demais órgão, o que não é uma tarefa simples, e ainda assim continuará correndo o risco de desenquadrar e pagar imposto retroativo com multas e juros.

E ainda vai chamar a atenção da receita com a sua mudança repentina!

Pense nisso!

Quer regularizar a sua situação e trabalhar de forma mais tranquila?

Entre em contato conosco agora mesmo!

A Tactus fará uma simulação para você, considerando a sua situação real e os dados da plataforma de 2018, com essa simulação você vai entender como fica a sua situação para 2019.

Não corra riscos de problemas com o fisco e venha agora mesmo para a Tactus.

Nós somos a maior empresa no Brasil neste nicho de atendimento e a nossa missão é proteger os nossos clientes do mercado digital!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale com a gente