De forma geral o mercado contábil passa por um problema de empregabilidade, eu vou explicar como isso funciona. Quais os problemas que envolvem o emprego na contabilidade.

Nós temos em uma ponta as empresas contábeis e na outra, profissionais da contabilidade formados, profissionais em processo de formação que querem uma oportunidade de emprego. Porém entre essas duas pontas há um GAP.

Ele representa justamente, como o profissional faz para conseguir convencer o empregador que realmente ele está apto ao trabalho.

Os problemas

E começam os grandes problemas. O primeiro é que muitos profissionais estão buscando alternativas para funções na qual eles não estão preparados e isso fica evidente nos nossos processos seletivos.

Quando abrimos uma vaga, por exemplo, para na área contábil ou fiscal buscamos alguém que tenha formação nessa área, que tenha CRC ativo e experiência para atuar na função, uma experiência anterior na função.

Aparecem para essa vaga muito profissional que não tem experiência ou profissionais que nunca atuaram na função e sequer tem CRC ativo. Temos uma grande quantidade de profissionais querendo uma oportunidade para uma vaga.

Mas temos também outra situação, onde temos uma vaga e ela é destinada, por exemplo, a profissional sem experiência.

Caso contratado esse profissional será treinado por nós e vamos ofertar o curso gratuito, inserindo ele na equipe para que possam aprender com o time as funções que vão exercer de fato na empresa.

Só que os profissionais que aparecem não possuem condição comportamental adequada para a função. Ou não conseguiram mostrar nas entrevistas as habilidades comportamentais necessárias e conduzir num processo seletivo a sua venda pessoa.

O profissional não tem experiência e nesse caso não a estamos requisitando, mas ele precisa se vender diante ao processo seletivo.  

Então às vezes pegamos um profissional que mente que às vezes fala de conhecimento que não tem.

E fica evidente quando aplicamos um teste, fazemos uma entrevista técnica, ou o comportamental dele não se encaixa.

Às vezes não fica evidente que determinadas particularidades que necessárias ele não tem. Ou esse profissional que está precisando de uma oportunidade sequer aparece na entrevista.

Para ter ideia, a Tactus recentemente estava com vagas em aberto e fazendo uma seletiva profissional, e esse processo de seleção é rigoroso e conta com várias etapas. Eu não posso contratar um profissional despreparado para a função dele.

As vagas que abriram na Tactus recentemente não exigiam experiência profissional. A oportunidade era bem interessante para quem nunca trabalhou. Nessa época marcamos seis entrevistas e quatro desses profissionais não apareceram.

Cenário controverso

O profissional busca uma alternativa, ele não estar empregado, ele não está longe da nossa empresa e já passou por uma pré-entrevista por telefone, a partir disso fazemos um planejamento para que ninguém fique esperando muito e etc.

Como as pessoas querem ter oportunidade, se tem a possibilidade de trabalhar em uma empresa onde vão aprender, desenvolver experiência, construir sua carreira, se o profissional simplesmente não aparece na entrevista.

De um lado fica a empresa contábil que está buscando profissionais habilitados preparados ou não, mas em condições de ser preparados para atender as necessidades do mercado e do outro lado temos profissionais que estão buscando oportunidades.

O profissional deve colaborar com o processo se quer realmente uma oportunidade no mercado. É preciso ajudar esse processo, porque a oportunidade não surge em todos os momentos da vida e não podemos perder.

Seria como se uma pessoa solicitasse uma proposta na Tactus, e pedisse uma visita minha a sua empresa, e quando marcasse eu simplesmente não aparecesse. Qual a credibilidade que eu teria com essa empresa que contratar o meu serviço.

Qual a credibilidade que tem um profissional que não dá satisfação e não aparece numa entrevista? Para nós e a maioria das empresas essa contratação acabou ali.

O profissional não cumpriu no primeiro compromisso que assumiu com a minha empresa, que é simplesmente vir para uma entrevista.

Sendo que ele já passou por duas fases do processo, a análise inicial do currículo, entrevista por telefone ele já estará na terceira fase.

Até a fase final esse processo é concluído num único dia, onde já podemos saber se um profissional tem qualificação ou não.

Você que está buscando uma oportunidade no mercado contábil pense como está construindo as suas possibilidades.

Se tiver buscando oportunidade pense como está fazendo, se não trabalhar a sua credibilidade no mercado as oportunidades serão reduzidas e o sucesso ficará a cada dia mais distante.


Leave a Reply

Your email address will not be published.