Organização usava empresas de fachada e documentos falsos, diz polícia.
Quadrilha subfaturava produtos importados da China em cerca de 60%.

Do G1 RJ

Policiais federais da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros do Rio de Janeiro (DRCF) realizam operação na manhã desta quinta-feira (2) para cumprir 34 mandados de busca e apreensão em residências e sedes de empresas dos estados do Rio, São Paulo e Minas Gerais. A chamada "Operação Sobrecarga" tem o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em subfaturamento de mercadorias importadas da China.

De acordo com a assessoria da Receita Federal, estima-se que o grupo de empresas investigadas opere com uma margem de subfaturamento na importação de cerca de 60% e que tenha sonegado cerca de R$ 30 milhões em tributos. Dos cinco mandados de prisão expedidos, quatro já foram cumpridos nesta manhã.

A ação conta com 150 policiais federais e 44 auditores fiscais da Receita Federal, além do apoio de policiais das Superintendências do Rio de Janeiro e da Delegacia de Juiz de Fora, em Minas Gerais e do Escritório de Pesquisa e Inteligência (ESPEI07), da secretaria da Receita Federal do Brasil.

De acordo com a polícia, as investigações duraram aproximadamente um ano e meio, e se iniciaram com o recebimento de informações da Divisão de Investigações da Alfândega e Imigração dos Estados Unidos (DHS/ICE), que apontaram o envolvimento dos investigados com doleiros.

A organização, comandada por um empresário chinês, também se utilizava de empresas de fachada e de documentos falsos para burlar a fiscalização nos portos de entrada, segundo a PF.

Os suspeitos responderão pelos crimes de evasão de divisas, descaminho, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e formação de quadrilha.


Leave a Reply

Your email address will not be published.