Falta de inscrição impede opção pelo Simples Nacional

Falta de inscrição impede opção pelo Simples Nacional

Novas empresas goianas, num total de 19, estão impedidas de fazer opção pelo regime do Simples Nacional por falta de inscrição estadual O indeferimento foi divulgado no Diário Oficial do Estado (DOE), que circulou nesta quarta-feira, 19. Os contribuintes abrangidos pela medida têm um prazo de 15 dias para apresentar defesa à Gerência de Arrecadação e Fiscalização da Superintendência da Receita, contados da data da publicação e que será apreciado em instância única.
A defesa deve ser apresentada na Delegacia Regional de Fiscalização em cuja circunscrição situar o domicílio tributário do contribuinte acompanhado dos seguintes documentos: requerimento contendo as alegações de defesa contra o indeferimento, dirigido à Geaf e Superintendência da Receita, devidamente assinada pelo requerente ou seu representante legal. As informações constantes dos indeferimentos foram enviados à Receita Federal por meio do Portal do Simples Nacional, onde o contribuinte poderá consultar o resultado final de opção pelo programa.
Até março deste ano, 5.749 micro e pequenas empresas de Goiás foram incluídas no Simples Nacional, regime simplificado de tributação. Com as novas adesões, o número de empresas incluídas no simples no Estado é superior a 150 mil.
Entre as que entraram neste ano, 2.362 estão instaladas em Goiânia. Em segundo lugar, está Aparecida de Goiânia, com 340 empresas; em terceiro, Anápolis, com 239; em quarto Jataí, com 111 novas empresas no Simples.

Fonte: Sefaz GO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *