Como ser afiliado de Produto Digital do Hotmart

No último Afiliados Brasil conversei com o Cleiton que trabalha há mais de dois anos e meio no Hotmart e sabe muito sobre infoprodutos, mercados de afiliados e empreendedorismo digital. Hoje ele atua como palestrante também e orienta muitas pessoas que vem entrando nesse mercado. Numa conversa ele me disse que há muita gente entrando nesse mercado, e cada dia essa porcentagem sobre.

As principais dúvidas de quem está começando

Eu perguntei a ele quais são as principais dúvidas que as pessoas entrando nesse mercado trazem, e ele me disse que está na questão do que podem promover. Porque o afiliado tem a liberdade de trabalhar com muitos produtos, ele tem uma infinidade de coisas que pode promover.

Ele me deu uma dica valiosa: o afiliado deve acessa uma plataforma e ver quais os produtos que estão “Bombando” no mercado, então trabalhar com esses modelos de produto que acabam oferecendo as melhores condições e melhores bônus se trabalhados como um todo. Ele quis dizer para o ingressante apostar nos produtos que estão mais bem ranqueados.

Depois dessas dúvidas iniciais ele me disse que começam as dúvidas de como trabalhar com plataformas de automação, como fazer declarações e outros processos. O caminho é praticamente o mesmo caminho que percorre quem vai abrir uma empresa de afiliado.

Algumas pessoas que estão entrando nessa área são especialistas e querem vender o seu conhecimento. Como um professor que já é palestrante ou pessoas que são autoridades em determinados mercados mais ainda não tem essa vivência digital.

Então perguntei a ele: Você encara isso como uma oportunidade pra esse tipo de profissional? E ele disse: “ Eu acredito honestamente que esse é o melhor momento para isso! No começo a ideia de produto digital era muito voltada para parte de empreendedorismo onde tinha o lema que era viver de internet, ganhar dinheiro com internet e tudo mais, e agora é possível ver uma tendência dessas pessoas que tem trabalhos mais comuns que resolvem as dores de todas as pessoas, elas estão começando a partir para o infoproduto, então hoje você tem produto que ensina música, artesanato, português ou matemática”.

 

Monetizando o conhecimento

Esses são meios que as pessoas não pensaram em monetizar inicialmente. Uma coisa que ele disse e chamou muito minha atenção foi que cada vez mais o mercado de infoproduto fica parecido com o mercado de varejo tradicional. O que isso quer dizer? As pessoas que já ganham dinheiro com alguma atividade de maneira off-line estão aprendendo a viver de uma maneira escalável, dentro do mercado on-line.

Se usarmos como exemplo um professor que leciona música e que tem que vender a sua aula por hora, ele tem limitações de local e horário, mas hoje não ele pode vender as aulas para milhares de pessoas simultaneamente.

Ele disse que alguns clientes deles por muito tempo davam aulas via DVD, como eu comecei. Um profissional que usou de exemplo foi Charles Laveso, que começou com DVD, chegou a ter uma escola física e hoje é produto quase que exclusivamente digital.

Identifico-me com essas pessoas, pois eu gravei 20 DVDs e cheguei a fazer 100 palestras por mês, e hoje escolho de qual projeto vou participar ou a qual palestra irei, porque posso me basear no meu negócio on-line. A Tactus surgiu depois que eu resolvi me tornar um empreendedor digital, esse processo mudou todo meu dia a dia, pois eu consigo gravar meus cursos a distancia, inclusive lançar um curso na Europa pelo Hotmart, que foi gravado em 11 países e é voltado para o meu nicho de mercado.

Oportunidades com produtos digitais

Os produtos digitais hoje são um universo cheio de oportunidades. Muitas pessoas não acreditam no sucesso de um produto digital e temem começar a trabalhar com esse tipo de produto e acabar abandonando o seu negócio físico, e na verdade não entendem que esses fatores se complementam.

Analisando o contexto de marketing num geral ele engloba uma coisa só. A diferença é que Marketing Digital é outro de estilo, mas tem o mesmo conceito.

O Cleiton cita um exemplo interessante sobre isso: “Temos, por exemplo, o dono de um e-commerce de maquiagem que começa a vender curso digital de auto maquiagem e com isso a pessoa começa a comprar os produtos da loja, para poder realizar tutorias que ela aprendeu no curso on-line, então tudo acaba se cruzando e se complementando”. Dessa mesma maneira aconteceu com o meu negócio, aqui na Tactus. Eu agrego produtos as minhas vendas, o que vem dado muito certo.

Você que está ingressando nesse mercado on-line não deve ter medo. Tem que correr atrás de referências para que possa desempenhar o seu trabalho e construir seus rendimentos. Mas saiba que esse mercado é extremamente promissor.

Caso ainda restem muitas dúvidas, você pode participar de um evento interessante, que ocorre anualmente chamado Fire” ( que é o evento oficial do Hotmart) que é uma oportunidade maravilhosa para quem está entrando nesse mundo.

Não se esqueça! O seu sucesso só depende de você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *