Dicas para Médicos que decidem Abrir uma Empresa

Neste artigo, abordaremos assuntos especificamente voltados para o mercado médico, que, atualmente, está passando por um processo no qual o fisco tem dado muita atenção em relação à fiscalização.
Contaremos com a participação de Sandrival Matos, do eQuality Contabilidade, que tem trabalhado muito nessa questão.

A importância dos profissionais de contabilidade

Tactus: A questão da fiscalização tem se tornado mais intensa, sendo isso inclusive anunciado pelo próprio fisco. Sandrival, como você vê hoje, pela sua experiência no trabalho da eQuality, a ajuda que vocês prestam como profissionais da contabilidade para aqueles que trabalham na área médica?

Sandrival: Primeiramente, é um prazer estar aqui. O que percebemos no dia a dia é que o médico, muitas vezes, inicia o planejamento sabendo pouco a respeito de todos os detalhes tributários. Ele, geralmente, vai abrir a empresa achando que é só começar a formalização.

Nós percebemos que, quando um médico nos procura para formalizar e auxilar na questão da tributação, o entendimento flui melhor, para que ele possa compreender que existe a possibilidade de ele ser tributável, basicamente,  de duas formas: como pessoa física ou então jurídica e que, em muitos casos, é mais viável que ele seja tributado como pessoa jurídica.

No conjunto de clientes que atendemos, notamos que precisam adquirir mais conhecimento nessa questão tributária. E o contador torna-se o principal aliado do médico nessa busca pelo conhecimento, para que o médico possa entender melhor esse processo.

 

A atuação do fisco sobre as informações obtidas

Tactus: Uma coisa que nós da Tactus temos alertado é sobre os casos em que ainda uma atuação do fisco sobre o médico pode não ser efetivada atualmente. Isso porque, na verdade, o fisco ainda está processando as informações que estão sendo obtidas.

No primeiro ano, ele obteve as informações completas dos médicos, informações que vêm de diferentes origens, inclusive dos seus próprios clientes. Então, a previsão que temos é de que, no ano de 2017, teremos várias ações baseadas nesse cruzamento de informações.

Sandrival: Sim. Eu sempre costumo dizer que o fisco funciona como um quebra-cabeça. Vamos pensar assim: em um primeiro momento, o fisco buscará fazer o encaixe dessas peças. No momento em que a peça não encaixar durante esse período de fiscalizaççao, que hoje é toda digital, isso vai começar a refletir naqueles profissionais que não deram a devida atenção para a questão tributária.

Por isso, procuramos sempre ajudar com informações no nosso canal, assim como há outros canais do Youtube que ajudam os médicos dessa forma. Além disso, auxiliamos também quando eles nos procuram para fazer um planejamento mais aprimorado na questão tributária.

 

Concluindo

Tactus: Para deixar uma dica final: primeiro procure ajuda de alguém que tenha o conhecimento necessário sobre o segmento, que consiga entender como proceder e também como o fisco age em relação a esse segmento.

Sandrival: Exatamente, é preciso uma orientação especializada. Isso é, sem dúvida alguma, algo fundamental. Além disso, acompanhando os vídeos disponibilizados nos canais, é possível obter muitas informações que fazem com que o aprendizado ocorra em pequenas etapas. Esses vídeos curtos poderão ensinar muita coisa importante que são essenciais.

O link para acessar o canal onde você poderá conhecer o conteúdo que o Sandrival oferece sobre esse segmento é: https://goo.gl/lqV06c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *