Rede de lojas autuada por sonegação fiscal

Rede de lojas autuada por sonegação fiscal

Da Redação
Além da acusação de receptação de produtos roubados, a Rede Rio Móveis será autuada por sonegação fiscal. A fraude foi descoberta durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas lojas de Cuiabá e Várzea Grande. Nas duas cidades foram encontrados 89 computadores e notebooks.
Delegado da Defaz, Carlos Cunha comenta que a vistoria dos documentos apontou ilegalidades cometidas pelas lojas para sonegar impostos. A empresa emitia notas fiscais e depois baixava o documento, com a justificativa de duplicidade na emissão.
"Não existia a duplicidade.
A manobra era usada para driblar o pagamento de impostos".
Cunha explica que por essa infração a loja responde de forma cível e criminal, arcando com o pagamento de multas. Sobre a receptação, a Polícia Civil vai investigar quem são as pessoas envolvidas na compra dos equipamentos e responsabilizar na medida da culpa. "Precisamos saber quem comprou o material, quem autorizou o negócio e ver os envolvidos".
OUTRO LADO – Diretor da Rede Rio, Joanilton Aquino destaca que foi pego de surpresa com a operação e garante que a empresa não tem qualquer ligação com a comercialização de materiais roubados.
Acredita que os documentos entregues à Polícia Civil provam a idoneidade da compra dos equipamentos e passa o foco das investigações para a distribuidora que entregou os produtos.
Quanto à sonegação, afirma que existe um equívoco, uma vez que conta com benefício do Estado e quanto maior a arrecadação, maior o desconto.

Fonte: A Gazeta MT

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *