Operação ‘Guarda Livros’ prende 1 pessoa e fraudes contra a Receita Federal podem atingir mais de R$ 1 milhão

Operação 'Guarda Livros' prende 1 pessoa e fraudes contra a Receita Federal podem atingir mais de R$ 1 milhão

A Polícia Federal (PF) prendeu 1 pessoa durante o cumprimento dos 7 mandados de busca e apreensão na operação "Guarda Livros", nesta quinta-feira (23), em Fortaleza. A ação investiga um esquema de fraude ao imposto de renda no Ceará que teria forjado documentos e atingido aproximadamente R$ 1 milhão. Provas colhidas evidenciam outros crimes e valor pode ser bem maior, detalhou o superintendente Regional da Receita Federal, Moacyr Mondardo Júnior.  

Empresas de contabilidade fraudavam a declaração de Imposto de Renda.

Foram coletados em 3 estabelecimentos e escritórios de contabilidade computadores e provas que comprovam o esquema, segundo o superintendente. "Foram colhidos carimbos de cartório da Justiça Estadual, células de identidades em branco  e selos de identificação". Uma pessoa com 3 identidades falsas foi presa durante a ação.

Os equipamentos apreendidos serão analisados pela PF e Ministério Público Federal (MPF) e, segundo Moacyr Mondardo, outras situações de fraudes devem surgir, além do crime Contra a arrecadação de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O superintendente da Receita afirmou ainda que 4 pessoas suspeitas de pertencer ao grupo já foram identificadas e ramificações da quadrilha devem surgir nesta fase de análise.

A fraude tinha início com a transmissão de várias Declarações do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF) falsas, realizada por um mesmo grupo de pessoas, ligadas a empresas de contabilidade que, em seguida, apresentava Declarações de Ajuste Anual de Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) requerendo a restituição dos valores supostamente pagos, inseridos pelas fontes pagadoras pelas DIRF. 

Fonte: Diário do Nordeste 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *