Por que o recrutamento social é o melhor método de encontrar talentos?

 

Por que o recrutamento social é o melhor método de encontrar talentos?

Processos de recrutamento tradicionais são caros e não muito eficazes

Conforme as empresas acompanham de perto seus balanços, cada contratação deve ser estratégica para os negócios. Um artigo publicado recentemente no The Wall Street Journal lista quatro habilidades obrigatórias para trabalhar em 2013. Em segundo lugar, logo após as habilidades em comunicação, está a marca online de uma pessoa. Eu acredito que “organizações sociais” serão as únicas que irão prosperar na próxima década. Uma organização social é aquela que explora a colaboração em massa para melhorar a agilidade dos negócios e satisfação do cliente.

Até o final desta década, a “geração milênio” será composta por mais de 75% da força de trabalho, que, por sua vez, será móvel, social e hiperconectada, com um profundo desejo de entendimento em tempo real dos acontecimentos. O processo de aquisição de talentos num negócio social tem de abraçar um novo modelo para o talento social de hoje. O perfil que atende aos melhores profissionais é um “empregado social”, que vai além de contribuir para o sucesso do negócio. Mas, a fim de encontrar essas pessoas, as empresas devem saber o que procurar e como melhor recrutá-las. Uma empresa com uma mentalidade social, terá claramente uma certa vantagem na economia conectada de hoje.

Baseado na minha experiência com os profissionais de Recursos Humanos, eles parecem, na sua maioria, concordar que os processos de recrutamento tradicionais são caros e não muito eficazes. Um estudo recente mostrou que apenas 25% das contratações são bem sucedidas. Como pode uma indústria que gasta US$ 120 bilhões por ano em recrutamento obter sucesso em apenas uma para cada quatro contratações? Eu acredito que a razão por trás da incapacidade de identificar os melhores talentos é que apenas algumas organizações de RH estão considerando as redes sociais para buscar candidatos de qualidade.

Segundo uma pesquisa da Novo Group realizada em 2012, quatro em cada cinco líderes de RH disse que a procura por talentos é o seu maior desafio. Eu acredito que as empresas podem melhorar os seus processos de recrutamento, aumentar a eficiência e reduzir os custos utilizando as redes sociais.

Eis aqui três razões do porque, numa economia conectada e que compartilha conhecimento, a melhor forma de encontrar talentos é através das mídias sociais:

1. As pessoas mais talentosas estão empregadas, não procurando ativamente, mas socialmente

A empresa social reconhece que os melhores talentos não estão ativamente à procura de oportunidades de trabalho, pois eles estão muito ocupados “mudando o mundo”. Os melhores talentos sociais estão colaborando em suas redes para ensinar e aprender. O curriculum vitae em papel está morto, e o futuro da aquisição de talentos será digital e através da rede. Os pretendentes sociais são atraídos pela cultura social de uma empresa; o recrutamento social é um diferencial competitivo.

2.   Sua marca digital revela sua experiência, crença e influência

O social business considera a crença, experiência e influência como os três critérios mais importantes para aquisição de talentos. Se como um candidato de emprego você não tiver construído sua marca online – realizações e suas mais fortes crenças e valores –, você corre o risco de se tornar irrelevante para qualquer empregador futuro, independentemente do seu conhecimento ou domínio. Seja social, ou, seja irrelevante. A escolha é sua.

3.  O contexto da inteligência digital e social e a relevância no mercado

A web é o novo currículo e as redes sociais servem como referências de massa. Os negócios sociais querem candidatos sociais para fazer parte de seu ecossistema. Eles olham para os candidatos com uma presença online que mostra as realizações, recursos de networking e métricas de sua influência. Se tudo for igual, quando você tiver dois candidatos, vai fazer sentido para a maioria das marcas contratar a pessoa que é socialmente mais ativa, porque a sua capacidade de impactar outras pessoas é muito maior. Com esta mudança na forma como as empresas recrutam candidatos, elas estão à procura de talentos, ao invés de esperar os talentos chegarem até eles.

Eu falei recentemente com o Wall Street Journal a respeito de um processo de recrutamento social que iniciei em fevereiro deste ano. Estou feliz em anunciar que o processo está quase completo e, baseado em nosso sucesso, pretendo continuar a utilizar as mídias sociais como a minha plataforma de escolha na busca por talentos. Meu conselho para os empregados e empregadores é este: seja social ou você vai encontrar-se do lado errado da divisão digital – e, consequentemente, ao longo do tempo tornar-se menos relevante. Em uma economia conectada, a sua marca digital é o seu bilhete para o melhor trabalho e oportunidades de carreira.

Vala Afshar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *