Abertura na zona Leste coloca ABC na rota do público da Copa

Por Aline Bosio

A escolha do estádio do Corinthians, localizado na zona Leste de São Paulo, para receber a abertura da Copa do Mundo de 2014 faz gestores da região começar a pensar de forma mais objetiva nas oportunidades que podem surgir com a proximidade do evento. Para o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e membro do GT (Grupo de trabalho) de Turismo, Luís Paulo Bresciani, a região só vai conseguir se beneficiar do evento se tiver capacidade de articular com outras cidades, sincronizar calendários de eventos e receber investimentos da iniciativa privada.

Um dos meios possíveis é a região desenvolver ações complementares e coordenadas com as cidades de São Paulo e Santos, por exemplo. “Santos é forte por causa do nome Pelé e um museu do futebol naquele município poderia estimular o turismo cultural, o que também acabaria atingindo o ABC, pois as pessoas poderiam passar ou até mesmo ficar por aqui”, afirma. A sincronização do calendário regional com o da Copa também seria um motivo para atrair parte do público. O Festival de Inverno de Paranapiacaba e o do Chocolate, em Ribeirão Pires, são exemplos de eventos que acontecem no período e que podem ser meio de divulgação do ABC.

Bresciani lembra ainda que antes de tudo isso a rede hoteleira da região precisa estar preparada para receber um grande número de visitantes. Atualmente, o parque hoteleiro está em estado de ocupação bastante alta e isso sinaliza a necessidade de novos investimentos. “Potencial nós temos em diversas áreas, mas depende na iniciativa privada. A copa é apenas um detalhe a mais que viabiliza a realização de ações em prol do turismo no ABC”, explica. Novos atrativos turísticos podem ser criados como meio de promover a região. Bresciani lembra que São Bernardo ganhará bastante com a criação do Museu do Trabalho, que pode se tornar uma boa atração cultural.

As ações em prol da Copa, segundo Bresciani, passarão a ser uma das prioridades do GT. “Daremos continuidade nas ações anteriores que visam o avanço do turismo de negócios na região, trabalharemos o marketing e agora uma atenção especial para a questão do calendário da Copa”, afirma o membro do GT.

Investimentos começarão agora, diz Muneratti

A escolha de São Paulo como sede para a abertura da Copa do Mundo de 2014 movimentará o ABC. É o que acredita o presidente da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), Sidnei Muneratti, que prevê que empresários sintam mais segurança para planejar seus investimentos.

“Há muito tempo debatemos as oportunidades que surgirão com a Copa tão próxima de nós. O problema é que como ainda não era certo que a abertura seria em São Paulo, muitos empresários ficavam receosos de começar a planejar e a investir. Agora, com a certeza que a abertura será muito próxima de nós, todos começarão a se movimentar de verdade a partir de agora”, defende.

Segundo Muneratti, praticamente todos os setores da economia regional poderão ser beneficiados com as oportunidades. “As áreas de confecção e de objetos relativos ao evento esportivo serão muito beneficiadas, mas o turismo é o que mais deve crescer.A possibilidade de abrigar pessoas aqui na região é muito grande”, conta. Questionado se a região está preparada para receber um grande contingente de turistas e conseguirá aproveitar ao máximo as oportunidades, Muneratti afirma que “é preciso fazer muita coisa ainda, mas a região tem potencial para conseguir bons frutos da Copa”. (Colaborou Carolina Neves)

Fonte: Reporter Diário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *