Cadeia Têxtil e Vestuário conclui estudo para redução do ICMS em SP

Empresários e trabalhadores da Cadeia Produtiva Têxtil e do Vestuário do Estado de São Paulo concluíram estudo para redução do ICMS. O documento, que propõe a diminuição da alíquota atual de 12% para 7%, será entregue ao Secretário  da Fazenda de São Paulo,  Mauro Ricardo Machado Costa, na próxima semana.

Segundo dados do Sindivestuário, São Paulo já representou 60% do Vestuário Brasileiro, em produção, faturamento e empregos. Hoje não chega a 40%. Mas mesmo assim ainda é um gigante da economia nacional, com cerca de 8,5 mil confecções, que empregam aproximadamente 450 mil trabalhadores (dos quais 80% são mulheres) e geram anualmente R$ 20 bilhões em faturamento. Ao todo, são produzidas no Estado 2,5 bilhões de peças/ano, de um  total de 6 bilhões em todo o País.

“Como se não bastassem as importações chinesas, temos de lutar internamente com outros Estados. São Paulo não pode continuar vendo  empregos e riquezas migrarem para outros Estados”, diz Ronald Masijah, presidente do Sindivestuário. “Contamos com a sensibilidade e apoio do Secretário Mauro Ricardo.

Além do presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, assinam o documento todos os principais sindicatos patronais e de trabalhadores da Cadeia Têxtil e do Vestuário de São Paulo e o presidente da FIESP, Paulo Skaf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *