O Marketing e a Ética Contábil

Nenhum profissional ou empresa é capaz de prosperar sem que implemente estratégias de marketing que visem atrair seus clientes. Mas, nos casos dos profissionais da contabilidade, a linha divisória entre o marketing que está em conformidade e o que não está com o código de ética profissional é relativamente tênue.

Muitos profissionais, especialmente pequenas empresas contábeis, objetivando estabelecer-se no mercado, buscam promover seus serviços através de meios antiéticos, tais como o aviltamento de honorários, por oferecerem vantagens de preço em relação aos seus colegas concorrentes ou por denegrir a imagem profissional desses, especialmente quando são abordados por um prospectivo cliente.

Ao estudar tais empresas, notamos quão longe estão de realizarem estratégias de marketing sustentáveis, angariando clientes promíscuos, que trocam de empresa contábil sempre que outra lhe oferece melhores condições de preço, ou ferindo um dos princípios do marketing que tem como objetivo promover a satisfação total do cliente, pois não comunicam de modo claro ao mercado, o que compreende os seus serviços prestados, oferecendo além de sua capacidade profissional.

Se uma empresa contábil possui diferenciais competitivos, esses devem ser sentidos pelo cliente de forma natural ou estimulados através de atividades de apoio para a criação de uma marca profissional, nunca em forma de comparação que denigra a classe profissional.

O preço dos serviços contábeis, nunca deve ser usado como diferencial competitivo, pois é facilmente combatido por uma empresa contábil se essa desejar, mas, ao invés disso, devemos concentrar nossos esforços em diferenciais que não podem ser facilmente copiados, tais como relacionamento com o cliente, por exemplo.

Quando uma empresa contábil estabelece estratégias de marketing diferenciadas, o fluxo de novos clientes se torna contínuo e a retenção de clientes rentáveis uma realidade. Nesse caso, não é necessário que o profissional busque utilizar estratégias que, a longo prazo, trarão problemas para ela, tais como clientes infiéis e mal pagadores, serviços abaixo das expectativas geradas e consequentemente criando terroristas da nossa da nossa marca, ao invés de admiradores.

Diante disso, analise até que ponto a sua empresa estabelece estratégias éticas e sustentáveis de marketing de modo a criar, a longo prazo, uma empresa sólida, estruturada e respeitada pelo mercado. E sempre busque a ajuda de um profissional da área, pois poucos conhecem profundamente sobre marketing contábil.

* Anderson Hernandes é empresário contábil, escritor e palestrante. Atualmente é apontado como o maior especialista em marketing contábil do Brasil.

www.andersonhernandes.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *