Conselho Federal de Administração regulamenta tecnólogos

Conselho Federal de Administração regulamenta tecnólogos

Egressos dos cursos de Gestão poderão se registrar junto à entidade

Uma conquista que há cerca de uma década era esperada. Agora é oficial: O Conselho Federal de Administração, a partir de sua Resolução Normativa nº 374, de 12 de novembro de 2009, passa a reconhecer os cursos superiores de tecnologia em Gestão que estejam devidamente regulamentados junto ao MEC. Na prática, isso quer dizer que essas graduações passam a ter o seu registro profissional junto ao Ministério do Trabalho e gozar de toda proteção e benesses oferecidas pelo CFA. Os cursos da ULBRA comemoram a decisão da entidade de classe.

O debate sobre a regulamentação dos tecnólogos junto ao CFA já era antigo e só não se resolvia por questões de cunho político, segundo a coordenadora dos cursos de Recursos Humanos, Marketing e Logística da ULBRA, Nadir Becker. Segundo ela, tanto os egressos, quanto os próprios conselhos regionais sairão fortalecidos.  “O tecnólogo passa a ter registro, carteirinha do conselho e proteção da entidade de classe, enquanto que o conselho se fortalece com um ingresso significativo de profissionais em seu quadro”, comenta a professora.

Na ULBRA serão beneficiados os egressos de Gestão em Recursos Humanos, Marketing, Logística, Processos Gerenciais, Financeira, Comercial, Comércio Exterior, Negócios Imobiliários, Gestão Pública, Segurança Privada e Transporte Terrestre. A vigência da resolução é retroativa, ou seja, qualquer formado em algum desses cursos pode se registrar, independente de quando tenha colado grau.

De acordo com o CFA, nos últimos anos cresceu significativamente a procura pelos cursos Graduação em Tecnologia. O perfil dos alunos teria mudado e, com isso, surgiram outros nichos e áreas onde estes profissionais podem atuar no mercado de trabalho. O CFA tem a responsabilidade de regulamentar e fiscalizar a atuação profissional nos campos da Administração. Neste sentido, a regulamentação dos diplomados em cursos superiores de tecnologia faz parte da preocupação da autarquia, por se tratarem de profissionais atuantes na área. Da mesma forma, o registro profissional de tecnólogos demonstra o apoio do CFA a uma demanda do Ministério da Educação ao que se refere à implementação da política da educação profissional e tecnológica no país.

OPINIÕES:

“Acredito que com essa grande conquista possamos passar mais segurança e confiança aos nossos futuros clientes. Com certeza ficará ainda mais fácil uma colocação no mercado” (Andréia Kremer – egressa de Gestão em Marketing pela ULBRA)

“Vai abrir mais mercado e dar mais credibilidade aos tecnólogos” (Paula Maines – coordenadora do curso de Gestão em Processos Gerenciais)

“Assim como um contador assina o balanço, um engenheiro a liberação da obra e um advogado o pedido de alvará, por exemplo, o gestor financeiro também deverá, a partir das definições do CFA, assinar um estudo de viabilidade econômica-financeira e atuar como consultor, entre outras atividades” (Igor Borges – coordenador do curso de Gestão Financeira)

“Creio que os pretendentes a cursos tecnológicos na área de gestão se sentirão mais seguros ao optar por essa modalidade de graduação. Com certeza, abrirá mercado de trabalho, pois as empresas contratantes sentirão a “mão” do Conselho Regional de Administração protegendo e fiscalizando” (Érico Michels – coordenador do curso de Gestão em Comércio Exterior)

“Os Tecnólogos adquirem na sua formação habilidades e conhecimentos específicos, os quais atendem a necessidades específicas das empresas. Visto as mudanças contínuas nas organizações, o gestor deve buscar atualizar-se constantemente. E os Tecnólogos preenchem perfeitamente esta demanda” (Janir Benin – coordenador do curso de Gestão Comercial)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *